Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro


Segunda-feira, 25.03.13

Explosão de gás em Valongo provoca ferido grave - Bombeiros de Valongo

Porto, 25 mar (Lusa) -- Uma mulher ficou hoje ferida com gravidade na sequência de uma explosão de gás em Valongo, Porto, disse à agência Lusa fonte da corporação de bombeiros local.

Um "ferido grave" foi o resultado da "explosão de gás" registada na Rua João Elias, adiantou fonte dos Bombeiros de Valongo.

A mesma fonte acrescentou que a vítima é uma mulher e que o acidente terá acontecido numa habitação, mas não soube indicar mais informação por enquanto.
 
 
por Expresso

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 22:51

Domingo, 14.10.12

Explosão de botija de gás provocou um morto e dois feridos

A explosão de uma botija de gás numa habitação unifamiliar, de Paços de Brandão, Santa Maria da Feira, matou, neste domingo, um homem de 37 anos e provocou dois feridos, já transportados para o hospital de S. Sebastião.

O alerta foi dado cerca das 16h30 aos Bombeiros de Santa Maria da Feira, que acorreram ao local, juntamente com uma corporação de Esmoriz. O comandante dos bombeiros da Feira contou à Lusa que a explosão se deu nos anexos da habitação, onde se encontravam várias botijas de gás.

Alertado pelo facto de uma delas ter começado a arder, o homem que acabou por morrer no acidente deslocou-se ao anexo com uma mangueira de água, mas já não conseguiu evitar a explosão.

A explosão provocou ainda um ferido grave com queimaduras de terceiro grau (um homem de 31 anos) e um ligeiro (uma menina de cinco anos, filha da vítima mortal), que foram transportados para o hospital local.

Desconhecem-se as causas do incêndio da botija.

Fonte: Público

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 23:44

Quinta-feira, 20.09.12

Explosão em PT deixa Tapada sem electricidade


Uma forte explosão num posto de transformação (PT) da EDP na manhã de quinta-feira, 20 de Setembro, deixou a Tapada, no concelho de Almeirim, sem fornecimento de electricidade.
O rebentamento provocou também um incêndio no equipamento que obrigou à intervenção dos bombeiros voluntários de Almeirim e de uma equipa de descontaminação, devido aos óleos que escorriam para a rede de saneamento pública.
Segundo o relato de vários moradores à Rede Regional, foi sentida uma primeira explosão por volta das 9 horas, que deixou logo a aldeia sem luz.
Poucos minutos depois, um segundo rebentamento, bem mais forte, deixou o PT em chamas e a emanar uma espessa coluna de fumo negro.
Na primeira abordagem, os bombeiros apagaram o fogo apenas com recurso a extintores, mas, após um reacendimento que ocorreu por volta das 11h30, foram obrigados a recorrer à espuma.
Além dos voluntários de Almeirim, estão no local várias equipas de piquete da EDP para repor o fornecimento de energia eléctrica e para fazer uma avaliação dos danos.
Para já, são desconhecidas as causas da explosão.


Fonte: Rede Regional

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 16:10

Quinta-feira, 30.08.12

Explosão em mina mata 9 mineiros e retém 44 no subsolo

Uma explosão de gás numa mina de carvão no Sudoeste da China causou a morte a nove mineiros e mantém 44 retidos no subsolo, revelou a imprensa oficial na quinta-feira, no que foi o desastre mais recente no setor.

Cerca de 120 mineiros estavam a trabalhar debaixo do solo, na mina de Xiaojiawan, na cidade de Panzhihua, na província de Sichuan, quando ocorreu a explosão, na quarta-feira, relatou a agência noticiosa oficial Xinhua.

Os socorristas extraíram 70 pessoas até ao fim de quarta-feira, transportando-as para sete hospitais.

Três dos feridos morreram nos hospitais, enquanto seis dos 50 que ficaram presos debaixo do solo foram confirmados mortos.

O dono da mina foi colocado sob custódia policial para investigação.

As minas chinesas são conhecidas por serem das mais mortíferas à escala mundial, devido à corrupção e ineficiência, com os acidentes a serem frequentes, em resultado de a segurança ser negligenciada por empresários que procuram lucros rápidos.

O forte crescimento económico causou uma subida acentuada da procura chinesa de energia, aí se incluindo o carvão.

Em abril, nove mineiros foram mortos e 16 feridos por uma explosão numa mina de carvão, na Mongólia Interior, no Norte da China.

Fonte: JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 12:22

Quarta-feira, 29.08.12

Explosão em pedreira faz um ferido


Uma explosão numa pedreira em Vialonga, no concelho de Vila Franca de Xira, provocou hoje de manhã um ferido, que partiu uma perna, disse à Lusa fonte dos Bombeiros Voluntários de Vialonga.

Os bombeiros foram alertados para a explosão às 10:15 e para o local foram mobilizados 12 homens, um veículo da corporação e três ambulâncias.

A explosão ocorreu em Verdelha do Ruivo e, segundo a mesma fonte, foi sentida no centro de Vialonga.

O ferido foi transferido para o Hospital Reynaldo dos Santos, em Vila Franca de Xira.

De acordo com fonte oficial da GNR, trata-se de um homem de 39 anos, funcionário da empresa que explora a pedreira.

A mesma fonte referiu que a explosão foi "fora do normal" naquela atividade, o que levou a que vários habitantes de Vialonga se deslocassem ao local.

Por se tratar de uma explosão, a PSP tomou conta da ocorrência e irá levar a cabo uma investigação para apurar as causas do incidente.

De acordo com a GNR, ter-se-á tratado de um acidente, mas só após a conclusão da investigação por parte da secção de explosivos da PSP é que se poderá ter a certeza do que realmente se passou.

Fonte: DN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 13:23

Sexta-feira, 17.08.12

Explosão em pedreira mata proprietário

Uma explosão numa pedreira em Merufe, Monção, esta quinta-feira, provocou a morte do seu proprietário, de 55 anos.

Segundo fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS), o acidente deu-se pelas 17.16 horas, no lugar de Chã de Moura, Merufe, numa altura em que o proprietário da pedreira, um homem de 55 anos, "manuseava material" dentro de um contentor de explosivos.

"Não sabemos o que terá levado à explosão, que matou o proprietário. Mas por motivos de segurança, dada a existência de material explosivo, foi criado um perímetro de segurança à volta do local", explicou a mesma fonte.

Além de meios dos bombeiros de Monção, com quatro viaturas e 13 homens, foram ainda accionada a GNR e solicitada a presença de especialistas em explosivos da PSP de Viana do Castelo, entidade competente nesta área, para verificar as condições de segurança no local.

O acidente está a ser investigado pela PSP e pela GNR, tendo sido participado à Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

Fonte: JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 00:03

Domingo, 24.06.12

Gás explode e faz três feridos em Paredes

Três feridos, dois deles em estado grave, foram internados nos hospitais de Penafiel e São João, no Porto depois de terem sido queimados por uma explosão de gás numa habitação, este sábado à noite, na freguesia de Vandoma, em Paredes. Os dois feridos mais graves, que sofreram queimaduras de terceiro grau, estavam no sótão da habitação a colocar uma antena de televisão, quando foram atingidos pelas chamas. "Tudo indica que houve uma fuga de gás no rés-do-chão da habitação, que se propagou pela habitação e especialmente no sótão. Uma faísca deu início a explosão", explicou ao JN o comandante dos bombeiros de Baltar, Delfim Cruz.
Alertados, os bombeiros tiveram de socorrer as duas vítimas mais graves pelo telhado, onde um deles já tinha conseguido deslocar telhas para poder sair do sótão.
Os feridos, todos familiares, têm entre 20 e 38 anos. O ferido leve, com pequenas queimaduras e um pé magoado foi transportado para o hospital de Penafiel. Depois da explosão, outros familiares estavam e em estado de choque e tiveram de receber assistência dos bombeiros. Ao que o JN apurou nenhum dos feridos corria perigo de vida. A habitação não sofreu danos de maior.

Fonte: JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 12:14

Sexta-feira, 01.06.12

Dois feridos em explosão de gás num prédio

Dois trabalhadores de uma empresa de gás foram transportados, esta sexta-feira, para o Hospital de São José, em Lisboa, um deles com ferimentos graves, na sequência de uma explosão num prédio em Mira Sintra, Sintra.


Segundo disse à Agência Lusa o comandante dos Bombeiros de Agualva-Cacém, Luís Pimentel, a explosão ocorreu por volta das 18 horas na cave de um prédio de 10 andares, onde os dois funcionários se encontravam a trabalhar.

O ferido grave apresentava queimaduras de primeiro e segundo graus, acrescentou, tendo sido ambos transportados para o Hospital de São José. No local dezenas de moradores estão impedidos de entrar no prédio, por questões de segurança.

Alguns dos moradores disseram à Lusa terem apanhado um "grande susto", lamentando ainda vários estragos nas suas habitações.

"Moro no primeiro andar e a explosão rebentou com a minha porta. Neste piso ficámos todos com as portas destruídas", descreveu um dos moradores.

Fonte: JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 20:58

Sábado, 26.05.12

Fuga de gás obriga a evacuar edifícios em Cascais

Dois edifícios de oito andares, em Carcavelos, Cascais, foram evacuados na sexta-feira à noite, devido a uma fuga de gás numa conduta da via pública, disse à agência Lusa fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro de Lisboa.

A mesma fonte disse que o alarme foi dado às 23:15 de sexta-feira e que a fuga, na Travessa de Faro, em Rebelva, Carcavelos, foi colmatada cerca das 00:30 de sábado.

Os dois edifícios habitados foram evacuados «por precaução», mas «à partida» os moradores voltam a casa ainda durante a noite, de acordo com a mesma fonte, que acrescentou que «não há vítimas».

No local estão cinco veículos dos corpos de bombeiros de Oeiras, Estoril, Carcavelos e Alcabideche, num total de 12 elementos. Também os serviços municipais de proteção civil estão no local onde se deu a fuga de gás, cujas causas se desconhecem.

Fonte: TVI24.PT

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 22:07

Quarta-feira, 02.05.12

Relatório preliminar de incêndio no Porto de Leixões confirma "rápido acionamento de plano de segurança"

O relatório preliminar do incêndio no porto de Leixões a 12 de abril confirma o "rápido acionamento do plano de segurança", assegura a APDL, que abriu um inquérito para apurar as causas do acidente que vitimou um operário.


O relatório constatou ainda a "existência de uma divergência entre o peso do bloco que caiu sobre os pipelines, cujo valor inicial, estimado em sede de projeto, é inferior ao determinado por pesagem após o acidente".

"A pesagem era impossível a anteriori", refere a Administração dos Portos do Douro e Leixões, em comunicado hoje divulgado.

Por apurar está porém o "efeito desse facto [diferença de peso estimado para o real] para o sistema de suporte, cavaletes e gruas, que estava envolvido na operação".

A queda de uma peça do guindaste Titan -- considerado uma peça de arqueologia industrial -- terá originado, a 12 de abril, a rotura de uma conduta de gás no porto de Leixões, provocando várias explosões e um incêndio industrial.

O guindaste estava a ser alvo de uma operação de desmontagem e recuperação para ser relocalizado mais próximo da praia de Matosinhos, num projeto de valorização global de todo o molhe sul que inclui a construção do terminal de cruzeiros.

"Para a realização da operação de reabilitação, a APDL contratou um projeto à empresa Eurocrane que incluía todo o processo de desmontagem, lançou um concurso público para a desmontagem (embora o valor da obra não o justificasse) que foi ganho pela empresa Edilages, contratou uma empresa para fazer o controlo e acompanhamento das condições de segurança em obra (Proman) e ouviu as empresas que exploram os pipelines, tendo delas recolhido indicações sobre procedimentos a adotar para a segurança operação, os quais foram respeitados na íntegra", assegura a APDL.

Depois do acidente de 12 de abril a empresa "abriu um inquérito para apurar as causas do mesmo, contratando a empresa Certitecna" que hoje divulgou um relatório preliminar.

O relatório será agora enviado à Autoridade de Condições do Trabalho e ao Ministério Público, "ficando a APDL ao dispor dessas entidades para prestar todos os esclarecimentos que julgarem necessários".

"A APDL volta a lamentar profundamente a perda de uma vida, a agradecer a todas as entidades envolvidas no cumprimento do plano de segurança, e a assegurar que tudo fará para que o projeto de recuperação do guindaste Titan venha ser bem-sucedido", remata.

Fonte: RTP

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 22:24


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Tags

mais tags